Black Friday: o que é e vale a pena comprar nos EUA nesta data?

As viagens para os EUA são ainda mais empolgantes no período próximo da tão famosa Black Friday (sexta-feira negra). Isso porque, essa é uma oportunidade de ouro para quem gosta de comprar e ainda assim economizar um bom dinheiro.

Trata-se de um dia repleto de promoções que acontece na sexta-feira após o Dia de Ação de Graças (Thanksgiving). Para quem não sabe, esse feriado é uma data muito importante no calendário americano e acontece sempre na quarta quinta-feira do mês de novembro.

Apesar de não ser uma época muito favorável para o turismo em si, a semana que ocorre o Black Friday é perfeita para fazer compras. Além da sexta-feira, as lojas também aproveitam para fazer promoções em pequena escala, tanto antes como depois do grande dia de ofertas.

Black Friday nos EUA: vale a pena comprar?

Ao contrário do que muitos pensam, a Black Friday dos EUA é bem diferente daquela que acontece no Brasil. Os preços caem muito nesse dia de oferta e as promoções fazem valer a pena todo o esforço nessa data.

A Black Friday nos EUA ocorre na sexta-feira após o feriado de Ação de Graças (Foto: pixabay)

Não se engane, a sexta-feira de preços baixos movimenta muito o comércio norte-americano. Segundo a Agência EFE, o mesmo período em 2018 superou os prognósticos e as vendas somaram US$ 6,2 bilhões.

Com esse número dá para se ter uma noção do quanto os americanos e até mesmo os turistas aguardam por essa data. Alguns deles até acampam na frente das lojas para conseguir os melhores descontos de produtos.

Mas, como o sucesso da Black Friday nos EUA é grande, alguns departamentos começam a liberar suas ofertas antes mesmo do dia previsto. Assim os consumidores têm mais tempo para pensar e escolher quais artigos vão dar preferência.

Além disso, algumas empresas se dedicam para fazer previsões sobre as compras nesse período, como por exemplo a Adobe. Para ela, a “sexta-feira negra” será o dia para obter os melhores descontos em eletrodomésticos e artigos esportivos.

3 dicas para comprar na Black Friday

Se você vai participar pela primeira vez da Black Friday americana, é importante estar atento a algumas questões. E esses pontos envolvem tanto o antes, como também o durante e o após as compras. Confira três dicas essenciais!

1. Fique de olho nas previsões e planeje suas compras

Como já mencionamos, algumas lojas divulgam suas promoções antes mesmo da sexta-feira. Isso serve para que os clientes percebam o que vai estar na promoção e se vale a pena comprar naquele departamento.

Sendo assim, dê uma olhada nos sites das principais lojas como Walmart, Target, Best Buy etc. Depois, compare os preços desses locais e veja o que você pode comprar economizando um bom dinheiro.

Com a listinha de compras em mãos e sabendo perfeitamente onde comprar, trace um percurso das lojas que você vai visitar. Ah, e mais um toque: prefira sempre as lojas que não são tão visadas, as filas são menores e as ofertas são bem semelhantes.

2. Compre somente o que estiver na sua lista

Os americanos levam muito a sério a sexta-feira de promoções, tanto é que acaba sendo bastante comum ver pessoas acampadas na frente das lojas para conseguir os melhores preços.

Portanto, quando o comércio abre as portas, há literalmente filas quilométricas e muita aglomeração. As vezes, existe até contingente policial para controlar qualquer confusão que possa surgir.

As lojas americanas ficam tumultuadas com a Black Friday (Foto: Reprodução CNN)

Desta forma, você precisa ter foco e determinação para entrar na loja, pegar o que você deseja e ir para o caixa realizar sua compra. Não se perca olhando as ofertas disponíveis, pois a probabilidade do produto da sua lista acabar é grande.

Uma boa dica para conseguir comprar o que quer e ainda assim dar uma olhada nas outras promoções da lojas é ir em grupo. Enquanto um vai atrás do produto principal, os demais podem aproveitar para avaliar se há mais alguma coisa que mereça ir para o carrinho.

3. Cuidado com a alfândega brasileira

Verdade seja dita, comprar é sempre muito bom! Mas, é preciso colocar o pé no freio para que no final as compras não saiam mais caras do que se havia imaginado.

Esse cuidado se deve pelas regras da alfândega brasileira. Para quem não sabe, há uma taxa limite para compras fora do país e ela é de US$ 500. Se você voltar para o Brasil com produtos que passem dessa cota, eles serão taxados e você terá que pagar um imposto sobre eles.

No entanto, não são todos que entram nessa cota. Itens de higiene ou produtos de uso pessoal (celulares, câmera, relógio de pulso), por exemplo, não são contados dentro dos US$ 500, mas eles devem ser únicos e precisam estar fora das caixas.

Aproveitando as compras nos Estados Unidos

O Black Friday nos Estados Unidos abre a temporada de compras de final de ano para os americanos. Além da sexta-feira, muitas lojas também disponibilizam descontos e promoções no sábado e no domingo.

Já na segunda-feira, após o grande dia de compras, há o Cyber Monday. Trata-se de uma nova data de preços baixos e grandes ofertas. Portanto, se você desejar, pode passar esses quatro dias aproveitando os melhores descontos dos Estados Unidos.

Leave a Reply

Next ArticleBlack Friday x Cyber Monday: qual a diferença?